Aumento nos planos de saúde deve ser de R$ 128 neste ano

 Aumento nos planos de saúde deve ser de R$ 128 neste ano

Parece que os gastos com alimentação e gasolina não serão os únicos a aumentar em 2022. Segundo levantamento feito pela CNN Brasil, os planos de saúde dos brasileiros deve sofrer correção de, em média, R$ 128 neste ano.

O cálculo considerou um plano de saúde com serviço hospitalar e ambulatorial que custa por volta de R$ 800, segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). 

Também foram levados em consideração a projeção da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) e da Associação Brasileira de Planos de Saúde (Abramge), que estimam aumento de 16% nos convênios médicos.

É provável que você também goste:

Quais planos de saúde aceitam MEI?

Questionados sobre o levantamento, a ANS não deu data de divulgação do reajuste, mas é estipulado que o próximo índice oficial possa entrar em vigor já no mês de maio. Quando o novo valor for definido, as empresas já começam a aplicá-lo na hora de renovar a contratação do plano.

Planos de saúde podem aumentar 16% este ano

Se a projeção estiver correta, o aumento será a maior alta já aprovada pela ANS no período de um ano desde o início da apuração do índice, que começou em 2000. Dados da agência indicam que a mudança vai impactar no bolso de 47,6 milhões de brasileiros que possuem planos de saúde.

O Superintendente Executivo da Abramge, Marcos Novais, explicou à CNN que a principal causa do aumento foi a pandemia de coronavírus, que causou o encarecimento de vários serviços no Brasil.

“No ano passado, as despesas médicas cresceram mais de 23%, enquanto as receitas cresceram apenas 9%. Somente em 2021, o prejuízo do setor foi de R$ 1 bilhão. Precisamos desse aumento para o reequilíbrio se tornar mais sustentáveis”.

Outro fator para o aumento é a inflação, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que impacta em toda a economia do país.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Stock-Asso / Shutterstock.com

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.