Auxílio Brasil: por causa da inflação, valor do benefício já não compra uma cesta básica

 Auxílio Brasil: por causa da inflação, valor do benefício já não compra uma cesta básica

O valor do programa de transferência de renda do governo federal, Auxílio Brasil, que tinha vigência até dezembro de 2022, recentemente foi fixado e agora não há previsão de reajuste. Com isso, o poder de compra dos beneficiários está comprometido. Isso se deve ao fato da inflação já ter tornado o auxílio defasado.

Considerando o Índice de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPEA–15) entre janeiro a abril deste ano, que ficou em 4,31%, o valor do Auxílio Brasil deveria ser R$ 417,00.

É provável que você também goste:

Auxílio Brasil terá novos pagamentos em maio. Confira o calendário

É possível ser MEI e receber o Auxílio Brasil?

Quem está solteiro pode receber o Auxílio Brasil?

Valor da cesta básica

No Rio de Janeiro, por exemplo, o Auxílio Brasil de R$ 400,00 não consegue comprar sequer uma cesta, pois lá, segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a cesta básica já custa R$ 750,51. Portanto, o beneficiário precisa de R$ 350,71 extra para adquirir os itens básicos da alimentação.

Enquanto em São Paulo, que tem o maior custo de vida no Brasil, a diferença entre o valor do Auxílio Brasil e da cesta básica é de R$ 361,19.

Alta dos alimentos

De acordo com um levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a alta da inflação desde dezembro de 2021, ocorre, em grande parte, devido à alta dos preços dos alimentos.

A alimentação em domicílio ficou 8,26% mais cara no acumulado até abril. Dessa forma, levando em conta apenas a inflação dos alimentos, o valor Auxílio Brasil  deveria estar em R$ 433,00, o que deixa o beneficiário em uma situação mais delicada.

Empréstimo consignado do Auxílio Brasil

Em breve os beneficiários do Auxílio Brasil terão acesso ao empréstimo consignado, anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL). As regras para a liberação do crédito, são:

  • Contratação comprometendo até 40% do valor do mensal do Auxílio Brasil;
  • Não é preciso avaliação de risco de crédito;
  • Todos os bancos podem disponibilizar o crédito;
  • Ainda é necessária a regulamentação do Ministério da Cidadania.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, InstagramTwitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Dado Photos / Shutterstock.com

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.