Banco do Brasil renova carteira de ações para maio pensando na Selic; confira

 Banco do Brasil renova carteira de ações para maio pensando na Selic; confira

O Banco do Brasil, mais especificamente o BB Investimentos, renovou sua carteira de ações para o mês de maio pensando na taxa básica de juros, a Selic. A instituição expandiu a exposição a papéis cíclicos, que geralmente acompanham os ciclos econômicos de crescimento, como Lojas Renner, Localiza e Vibra Energia.

Embora a taxa de juros esteja caminhando para maiores patamares, o BB acredita que os primeiros indícios de desaceleração inflacionária no país podem proporcionar mais visibilidade em relação à proximidade do fim do ciclo de elevação.

É provável que você também goste:

Nubank: conheça a carteira de dividendos da NuInvest

B3 apoiará o NuSócios, programa de investimentos e organização financeira

Ações de empresas cíclicas e mais endividadas se beneficiam 

Dentro do contexto que o BB Investimentos acredita, as ações de empresas cíclicas e mais endividadas se beneficiam. De acordo com o que destaca a instituição, esses papéis estão “excessivamente descontados”. Inclusive, alguns deles estão com níveis de desconto maiores que os do ápice da pandemia. 

No entanto, BB ainda continua preferindo teses de valor, uma vez que a alta de juros proporciona maior impacto no valor de empresas com teses de crescimento, “não apenas pelo encarecimento das captações, mas principalmente pelo maior desconto concedido aos valuations”.

Petrobras, SLC Agrícola e Vale permanecem na carteira de ações do Banco do Brasil

Por conta da preferência do BB Investimentos em teses de valor, a Petrobras, SLC Agrícola e Vale permanecem no portfólio. A WEG também é um dos nomes que aparecem na carteira e a exposição à companhia se deve ao resistente e à diversificação de suas linhas de negócio.

O Banco do Brasil manteve o BTG Pactual, incluiu o Itaú Unibanco na carteira e acredita que o setor financeiro, embora tenha o “prognóstico menos favorável para provisões e inadimplência, ainda tem o alento dos spreads elevados beneficiando a linha de receita”. 

Além disso, a AES Brasil não foi excluída, porém quatro ações saíram da composição. Veja quais foram os papéis que deixaram a carteira do BB Investimentos.

  • Bradesco;
  • B3;
  • Magazine Luiza;
  • Suzano.

No Brasil, o Ibovespa registrou uma queda de cerca de 10% no mês de abril. A carteira do BB apresentou um desempenho bastante parecido no mesmo período, encerrando com desvalorização de 10,59%.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Jo Galvao / Shutterstock.com

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.