in

BC desenvolve app para auxiliar consumidores –

Você conhece a Calculadora do Cidadão? Uma ferramenta criada pelo Banco Central, com o objetivo de auxiliar os consumidores em ter mais controle e planejamento de suas finanças pessoais. Entenda!

Fonte: Google

Não muito conhecida entre as pessoas, a Calculadora do Cidadão é uma ferramenta desenvolvida pelo Banco Central com o intuito de tornar a organização da vida financeira bem mais fácil. Estamos falando de um app que realiza simulações de operações do dia a dia financeiro das pessoas, com base em informações disponibilizadas pelo próprio usuário. Por exemplo, os cidadãos podem estimar os valores que precisam ser pagos acerca das taxas de crédito.

Além disso, o app realiza diversos cálculos que são bem complexos, mas que em algum momento precisam ser feitos por todas as pessoas. Por fim, é possível simular financiamentos, antecipar o rendimento de algumas aplicações e, ainda, corrigir valores baseados em índices como a inflação e a poupança, dentre outras operações. A plataforma é totalmente gratuita e está disponível para Android e iPhone. Para saber mais detalhes sobre o assunto, continue acompanhando nosso artigo!

O que é a Calculadora do Cidadão?

Em termos práticos, e de forma simples, a Calculadora do Cidadão pode ser compreendida como um software desenvolvido pelo BC que visa facilitar inúmeras operações financeiras, especialmente as mais complexas e tradicionais à rotina da população – mas isso tudo você já entendeu, certo? Então, de forma ainda mais simples, a ferramenta atua como um simulador de pagamento de dívidas e investimentos.

Para acessar a ferramenta, basta que o usuário visite o site oficial do Banco Central ou, caso prefira, basta fazer o download do aplicativo em seu celular através da loja de apps – App Store ou Google Play. Se você não entende muito de internet e afins, não precisa se preocupar; a ferramenta foi desenvolvida pensada nesse fator, então o uso da mesma é super prático e intuitivo – até para aqueles que não conhecem a fundo o mercado financeiro ou não são os melhores amigos da matemática.

Por fim, olhe que interessante! A ferramenta realiza todos os tipos de cálculos: dos mais simples aos mais complexos. Inclusive, aqueles que envolvem juros compostos. Isso quer dizer que ela, de fato, facilitará totalmente a vida daqueles que necessitam tomar algumas decisões acerca da vida financeira, sejam elas a curto, médio ou longo prazo.

Como a ferramenta funciona?

Conforme já mencionado, a Calculadora do Cidadão é uma ferramenta totalmente gratuita que oferece vários serviços para aqueles cidadãos que querem verificar algumas questões sobre as finanças pessoais; por exemplo, saber ao certo qual o retorno de uma aplicação financeira específica ou então qual a quantidade de parcelas que determinada dívida terá. Além disso, também é possível entender melhor sobre os juros de uma dívida paga com o cartão de crédito.

Ademais, a Calculadora também permite que o usuário estime a correção de investimentos na poupança, considerando a evolução de alguns indicadores da economia. Por outro lado, vale destacar que a ferramenta não é indicada para questionar e debater sobre contratos bancários, visto que os cálculos apresentados são valores apenas de referência e não correspondem a todos os aspectos analisados no momento em que o contrato foi celebrado.

Enfim, de forma resumida, a calculadora do BC é bastante utilizada para os cálculos que envolvem juros compostos; portanto, tornando mais fácil o entendimento acerta da tomada de decisões e planejamentos de orçamento em curto, médio e longo prazo. Portanto, dentre as principais funcionalidades do app, podemos destacar: rendimento da caderneta de poupança; cálculo de financiamento com prestações fixas, correção monetária e aplicações – com ou sem depósitos mensais.

Algumas vantagens da Calculadora do Cidadão

Calculadora do Cidadão
Fonte: Google

Você deve estar pensando: ah, mas no mercado financeiro já existem inúmeros simuladores financeiros, fornecidos por várias empresas. E você está certo! Realmente podemos encontrar diversas ferramentas com essa função por aí; no entanto, a Calculadora do Cidadão conta com alguns pontos que fazem a diferença. Suas principais vantagens são: praticidade, isento de custos, fácil acesso e compreensão, e confiabilidade.

Além disso, uma complicação muito comum e recorrente quando estamos falando de simuladores desse tipo que existem pela internet é que um mesmo cálculo pode apresentar diferentes resultados, a depender da ferramenta. No entanto, ao utilizar o app, existe o princípio da confiabilidade, por ser uma ferramenta 100% desenvolvida e regulada pelo Banco Central do Brasil.

Alguns cálculos possíveis de realizar online

Os índices de preços são indicadores que determinam a inflação; o aumento do valor de bens e serviços. No caso da calculadora do Banco Central, eles podem auxiliar na correção de valores a partir da inflação acumulada em um certo período, considerando vários indicativos, como: INPC, IPCA-E, IPC, IPCA, IGP-M, IPC-SP e IGP-DI.

Para presumir a lucratividade da caderneta de poupança a partir da Calculadora, o sistema utiliza a data de aniversário do usuário. Afinal, o rendimento nessa modalidade de investimento acontece a cada 30 dias. Então, no caso de a aplicação ser resgatada fora desse prazo, os juros correspondentes ao período não serão pagos.

Também conhecida como a taxa básica de juros, quem define a Selic é o Comitê de Política Monetária, também chamado e Copom. Essa taxa é um referencial para várias aplicações financeiras, especialmente os investimentos de Renda Fixa. Por fim, o CDI é aplicado como valor de referência de lucro dos investimentos de Renda Fixa que usam a taxa de CDI; por exemplo os CDBs pós-fixados.

Organização financeira é fundamental!

A Calculadora do Cidadão é um excelente instrumento para o planejamento e organização da vida financeira; além disso, também podemos afirmar ser uma boa ferramenta para o uso do crédito consciente. Afinal, já falamos diversas vezes aqui no blog sobre a importância de ter um bom planejamento financeiro antes de contratar um empréstimo.

Então, não se esqueça, sempre analise a real necessidade do empréstimo, analise seus gastos e recebimentos para que você não se prejudique ainda mais.

Gostou do nosso artigo? Aproveita e compartilha o artigo em suas redes sociais, com os seus amigos e ainda com todos os seus familiares. Mas não esqueça de retornar ao blog e aproveitar outros conteúdos. Nosso Blog existe para te informar e ajudar você a mudar sua vida financeira.

Written by Carlino Souza

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

E-commerce da China pode ensinar muito para o e-commerce do Brasil –

Cobranças indevidas de crédito consignado; o que fazer se for vítima? –