Câmara aprova projeto que define piso salarial da enfermagem

 Câmara aprova projeto que define piso salarial da enfermagem

Por 449 votos a 12, a Câmara dos Deputados aprovou ontem (4) a criação do piso salarial de enfermeiros, técnicos de enfermagem e parteiras. Agora, o Projeto de Lei 2564/20 deve ir para sanção presidencial, mas ainda é necessário que as fontes de financiamento sejam discutidas.

A relatora da proposta, deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC), contou que o piso somente irá para sanção presidencial após a Proposta de Emenda à Constituição 122/15 ser votada. A PEC proíbe a União de desenvolver gastos aos demais entes federativos sem que seja prevista a migração de recursos para o custeio.

Os representantes da categoria acompanharam de perto a votação do projeto. Pela manhã, eles também chegaram a participar de uma sessão solene em homenagem à Semana Brasileira da Enfermagem.

É provável que você também goste:

Quais as chances do 14º salário do INSS ser aprovado?

Salário do mês: quando é o 5º dia útil de maio? Veja quando você recebe

Piso salarial da enfermagem aprovado

A proposta estabelece um salário mínimo inicial de R$ 4.750 para os enfermeiros, que deve ser pago nacionalmente pelos serviços de saúde privados e públicos. Em outros casos, ocorrerá proporcionalidade: 70% do piso para os técnicos de enfermagem, e 50% para os auxiliares de enfermagem e parteiras.

Além disso, o texto também prevê a atualização monetária atual do piso, que deverá ter como base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e garante a manutenção de salários eventualmente maiores que o valor inicial proposto, seja qual for a jornada de trabalho do profissional.

Proposta de piso salarial tem impacto de R$ 50 milhões ao ano

De acordo com a deputada Carmen Zanotto (Cidadania-SC), a proposta tem impacto de R$ 50 milhões ao ano, porém não foram realizados cálculos das despesas dos entes públicos e do setor privado. A relatora afirmou que o Congresso possibilitará recursos para que o piso seja garantido. 

“Já tramitam nas duas Casas diversas propostas que ampliam receitas ou desoneram encargos; além da ampliação de recursos a serem repassados pelo Fundo Nacional de Saúde para reforçar as transferências aos entes federados”, explicou a deputada.

Carmen Zanatto ainda ressaltou que a pandemia de Covid-19 deixou ainda mais clara a relevância da valorização dos profissionais que atuam na área da saúde.

Ela afirmou que a enfermagem, em conjunto com outros profissionais de saúde, “esteve na linha de frente no combate à transmissão da Covid-19, arriscando a própria a vida, e participa ainda de forma efetiva na vacinação dos brasileiros”.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Rido / Shutterstock.com

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.