COMO A TECNOLOGIA DO ESTÁDIO MUDOU A MANEIRA COMO OS TORCEDORES EXPERIMENTAM O FUTEBOL

 COMO A TECNOLOGIA DO ESTÁDIO MUDOU A MANEIRA COMO OS TORCEDORES EXPERIMENTAM O FUTEBOL

A tecnologia dos estádios mudou a forma como os torcedores vivenciam um dia de futebol.

Os locais da AFL agora estão usando tecnologia líder mundial de empresas como a Ross Video para conectar patrocinadores a fãs e fãs ao jogo de maneiras nunca antes vistas. Longe vão os dias de sinalização corflute ou banners rotativos.

Anúncios ao redor do campo podem ser vinculados a estatísticas de jogadores ou dados históricos ou mostrar conteúdo interativo que os fãs podem controlar a partir de seus smartphones.

Postagens de mídia social ao vivo, gráficos aumentados, filtros de rosto e animações dinâmicas são usados ​​para atrair fãs para as marcas.

É um grande avanço de uma era passada, quando grandes locais como o MCG atraíram 120.000 fãs no dia da Grande Final.

As únicas mensagens que os fãs leriam eram as pontuações (e muitas vezes os resultados das corridas!) no placar, enquanto grandes faixas estavam penduradas sobre a camada superior ou ao redor da cerca, com mensagens como ‘AS GRANDE MAGIA VOANDO ALTO’.

A MUDANÇA DA TECNOLOGIA DE PLACAR/VÍDEO
1881: O primeiro placar foi erguido na extremidade oeste do MCG.
1982: Primeira placa de vídeo no Waverley Park. Era apenas laranja e preto.
2003: MCG instalou sinalização de linha de fronteira rotativa para anúncios.
2011-15: Os locais da AFL começam a instalar sinalização de limite de LED. O MCG e o Marvel Stadium foram os primeiros a ter sinalização completa de LED de 360 ​​graus no nível do solo em 2015.
2017: As atualizações do Adelaide Oval abrem o caminho para as equipes começarem a criar shows audiovisuais espetaculares para sua entrada em campo, gols e ganhando comemorações.
2021: Accor Stadium instalou a tela de vídeo de estádio mais longa do mundo.

FATOS DO VÍDEO ROSS

  • Em 2017, Adelaide Oval instalou o sistema Xpression Tessera da Ross Video para acionar suas fitas e telas de LED. Foi o primeiro estádio na Austrália a fazê-lo e apenas o segundo no mundo atrás do Mercedes Benz Stadium em Atlanta. O Adelaide Oval tornou-se o primeiro local totalmente unificado da Austrália, com um único toque de botão sendo capaz de controlar telões, placas de fita de LED, telas de suítes corporativas, áudio e iluminação do estádio.
  • A partir de 2018, o MCG, o Marvel Stadium e o SCG começaram a instalar o Xpression Tessera, enquanto o Optus Stadium, o Gabba, o Metricon Stadium, o Giants Stadium, o TIO Stadium e o Accor Stadium executam outras versões da plataforma gráfica Xpression da Ross Video.
  • A Ross Video possui sistemas de vídeo que conduzem telas em 16 grandes estádios em toda a Austrália.
  • A tecnologia Ross Video permite que dados ou estatísticas de pontuação de jogos controlem gráficos e animações, permitindo que a produção do estádio seja automatizada.
  • A Ross Video alimenta centenas de locais e produções esportivas em todo o mundo, incluindo o NFL Super Bowl, o United Center (casa do Chicago Bulls) e o espetacular novo SoFi Stadium em Los Angeles, que possui a maior tela de LED do esporte profissional a mais de mais de 80 milhões de pixels.

O conteúdo COMO A TECNOLOGIA DO ESTÁDIO MUDOU A MANEIRA COMO OS TORCEDORES EXPERIMENTAM O FUTEBOL aparece primeiro em TecTecno – Tudo sobre o mundo tecnológico!.

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.