Confira 3 moedas do Brasil que podem valer até R$ 30 mil

 Confira 3 moedas do Brasil que podem valer até R$ 30 mil

Pode parecer estranho, mas colecionar moedas é uma prática muito comum entre pessoas do mundo todo. Tratam-se dos numismáticos, que sempre estão dispostos a pagar altos preços para completar sua coleção. 

Dessa forma, moedas e cédulas raras podem valer bem mais do que foi originalmente definido. Inclusive, os colecionadores estudam as peças para determinar seu preço. Sendo assim, conheça 3 moedas brasileiras que podem valer até R$ 30 mil.

É provável que você também goste:

Moeda de 50 centavos com erro pode valer R$ 700; veja se você tem o modelo

Confira as moedas que podem valer R$ 10 mil

1. Dobrão de 20 mil réis

Essa moeda é um dos modelos mais antigos por ser uma das primeiras a serem produzidas no Brasil. Cunhada entre os anos 1724 e 1727, na Casa da Moeda de Vila Rica, em Minas Gerais, o dobrão de 20 mil réis saiu de circulação do país durante a proclamação da república. 

Assim, a moeda chama atenção por sua beleza e seu peso de 53,8 gramas, sendo uma das mais pesadas já vistas pelo mundo. Além disso, devido a quantidade de metal presente na peça, ela pode ser comprada por até R$ 30 mil. 

2. Moeda de ouro de 1889

Produzida após a proclamação da república, a moeda de ouro de 1889 está entre as mais valiosas do mercado. Os valores oferecidos por ela hoje estão entre R$ 4 mil e R$ 25 mil. Isso porque, o modelo foi veiculado por D. Pedro II visando realizar pagamentos para o exterior das contas brasileiras, não circulando com as outras moedas comuns.

3. Moeda de 1 real de 1998

Atualmente, esse modelo é um dos mais valorizados pelos colecionadores. Foi veiculado no ano de 1998 pelo Banco Central custa cerca de R$ 200 agora. 

Ademais, o modelo foi lançado em homenagem aos 50 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e apenas 600 mil moedas foram fabricadas. Por isso é tão rara. 

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Rembolle / Shutterstock.com

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.