Correios bate recorde de arrecadação com venda de veículos em desuso

 Correios bate recorde de arrecadação com venda de veículos em desuso

De acordo com balanço divulgado pelos Correios, apenas no ano passado, a empresa arrecadou mais de R$ 52 milhões com a venda de 6.714 veículos em desuso. O número é um recorde para a estatal, já que entre os anos de 2017 e 2020 foram 4 mil leiloados.

Com os recursos arrecadados a partir dos leilões de motocicletas, caminhões, furgões e vans, os Correios estão substituindo esses veículos por novas viaturas. A previsão é que 100% de toda a frota da estatal seja substituída até 2023.

A ação dos Correios teve início em 2020 e, somente no ano passado, a empresa recebeu mais de 1,5 mil furgões, um total de R$ 93 milhões em investimentos.

É provável que você também goste:

Petrobras reajusta dividendos com base na Selic; confira novos valores

Uso de uma plataforma para venda de veículos permite que mais pessoas participem, apontam os Correios

Em nota divulgada, os Correios informam que parte do lucro deve-se à Operação Limpa Pátio, que foi ordenada pela estatal para diminuir o número de veículos em desuso armazenados para, dessa forma, “desonerar esses ativos”.

De acordo com a empresa, o destaque é a utilização de uma plataforma para venda dos veículos em desuso, em um processo que permite que mais pessoas participem, já que as ofertas não dependem mais de presença física no certame.

Os Correios vão leiloar aproximadamente 6 mil veículos somente no primeiro semestre deste ano. Os leilões são realizados na plataforma Licitacões-e e os interessados podem conferir os editais que estão no site da estatal. 

Pessoas físicas e jurídicas podem participar dos leilões de veículos dos Correios. Os participantes devem atender às condições fixadas no edital.

Governo aprova reajuste de 9,5579% em tarifas de serviços postais dos Correios

O Ministério das Comunicações aprovou um reajuste de 9,5579% em tarifas de serviços postais dos Correios. As novas taxas entraram em vigor no dia 2 de maio.

De acordo com o ato, o percentual de reajuste dos Correios equivale à variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) referente ao período de janeiro a dezembro de 2021, descontado o Fator de Produtividade. Os anexos e valores de cada serviço postal podem ser visualizados na Portaria N° 5.361, de 20 de abril de 2022.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Vergani Fotografia / Shutterstock.com

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.