Corretora de criptomoedas suspende operações por prazo indeterminado por falta de liquidez

 Corretora de criptomoedas suspende operações por prazo indeterminado por falta de liquidez

O mercado de criptomoedas tem passado por momentos difíceis nos últimos dias. A queda do bitcoin afetou todo o funcionamento dos ativos digitais. Além dos investidores, que perderam uma quantia considerável do valor aplicado, as corretoras também foram fragilizadas.

A corretora de criptos BitPrime, da Nova Zelândia, emitiu recentemente uma nota informando a suspensão indeterminada das operações. A empresa informou que aconteceu uma “tempestade perfeita”: houve queda na liquidez das criptomoedas e aumento nas despesas da plataforma.

“ocorreu uma tempestade perfeita, onde a liquidez diminuiu, o mercado caiu e nossas despesas gerais aumentaram. Isso corroeu o capital de negociação e a liquidez a um ponto em que sentimos que não poderíamos garantir a execução rápida da negociação e a liquidez dos fundos dos clientes.”

É provável que você também goste:

Qual o fundo do poço para o Bitcoin, de acordo com especialistas?

Nubank fecha parceria com empresa para oferecer criptomoedas 

Corretora de criptomoedas não consegue se manter em meio à crise

Além das despesas gerais, a plataforma afirma que está com dificuldades de manter o “compliance”. O termo significa estar em conformidade com determinadas leis, normas e regras, mantendo a segurança do cliente dentro da plataforma.

Porém, diferente de outros casos que já ocorreram no mundo das criptos, a BitPrime não confiscou o saldo dos usuários dentro da plataforma. Até o momento, qualquer cliente que quiser tirar o dinheiro que tem dentro do site, consegue fazer a transação sem problemas.

“Estamos trabalhando duro nos bastidores para recapitalizar os negócios, restaurar operações confiáveis ​​e facilitar o crescimento futuro da empresa.”

Com o mercado em queda, analistas recomendam sacar os investimentos em ativos digitais das corretoras, pois, se houver falência, não vai haver risco da empresa levar o seu saldo junto.

O que explica a queda das criptomoedas?

Investidores explicam que essa baixa pode ser explicada por dois motivos. As criptomoedas são ativos de risco, com alta volatilidade, qualquer acontecimento na economia internacional pode causar mudança na sua cotação. Um deles foi o aumento no juros dos Estados Unidos, que afetou diretamente o valor do bitcoin.

A insegurança causada pela guerra entre Rússia e Ucrânia e o lockdown chinês também fizeram com que os investidores priorizem aplicações mais estáveis, assim, desvalorizando o bitcoin.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: BitPrime (Reprodução)

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.