Golpes online: Brasil foi 5º país que mais sofreu cibercrimes em 2021

 Golpes online: Brasil foi 5º país que mais sofreu cibercrimes em 2021

Somente no primeiro trimestre, houve o registro de em torno de 9,1 milhões de ocorrências de crimes cibernéticos no Brasil. As informações são da consultoria alemã Roland Berger, que também expôs que o país é o 5º que mais sofre pela falta de cibersegurança no mundo. Abaixo, confira os detalhes sobre o aumento dos golpes online.

É provável que você também goste:

FGTS de R$ 1 mil: como se proteger dos golpes no Caixa Tem?

Como se proteger do golpe do bilhete premiado?

Golpes online: Brasil foi 5º país que mais sofreu cibercrimes em 2021

Em suma, a consultoria alemã prevê que as perdas globais podem passar de US$ 6 trilhões em 2022. Ao sofrer um ataque hacker ou golpes online, as instituições podem ter prejuízos em sua estrutura de dados e perdas financeiras. E isso pode ser irreversível, podendo inclusive, causar a ruína da empresa. Além disso, segundo a instituição holandesa de cibersegurança Surfshark, estima-se que 1 em cada 5 pessoas em todo o mundo já teve os seus dados vazados.

Conforme André Pelayo, especialista em Segurança da Informação da Online Applications, para o site Inset, o investimento que as empresas do Brasil fazem em segurança e proteção virtual é um dos mais baixos do mundo. De acordo com Pelayo, “infelizmente, as empresas normalmente deixam a área da Segurança da Informação em segundo plano”.

Diante disso, não é a toa que as empresas estão vulneráveis em ataques cibernéticos e golpes online em seu sistema de segurança. Pelayo explica que “Quando o sistema de segurança tem alguma vulnerabilidade, isso se torna um risco e a empresa está passível de sofrer algum tipo de ataque”.

Além disso, ele entende que é necessário cuidar para que a vulnerabilidade não se torne um risco, e o risco não se torne uma oportunidade de sofrer um grande golpe virtual. Pelayo também explicou que o lado comportamental dos colaboradores também pode ser criado ao se ensinar atitudes que reduzem o risco de sofrer ataques cibernéticos, tais como a mudança constante de senhas.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Pira25 / Shutterstock.com

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.