Governo aumenta a diminuição do IPI para 35% a partir deste mês

 Governo aumenta a diminuição do IPI para 35% a partir deste mês

Desde o último domingo (1), vários produtos devem ter diminuição do IPI (imposto sobre produtos industrializados) de 35%. Em suma, o decreto com o benefício foi publicado no último dia 29, no Diário Oficial da União. Abaixo, confira os detalhes.

É provável que você também goste:

Governo libera benefício de até R$ 1 mil para 4 milhões de pessoas; consulte com o CPF

O governo vai liberar o 13º salário do Auxílio Brasil em 2022?

Entenda o que prevê o pacote de crédito anunciado pelo governo nesta semana

Governo aumenta a diminuição do IPI para 35% a partir deste mês

De acordo com o Ministério da Economia, a União deve deixar de arrecadar R$ 15,2 bilhões em 2022. Em 2023, o valor deve ser de R$ 27,3 bilhões, e em 2024, de R$ 29,3 bilhões. Em nota, a Secretaria de Governo disse que a desoneração quer garantir a continuidade dos estímulos à economia.

Segundo a Secretaria do Governo, “A presente medida objetiva estimular a economia, afetada pela pandemia provocada pelo coronavírus, com a finalidade de assegurar os níveis de atividade econômica e o emprego dos trabalhadores”. Desde o mês de fevereiro, uma série de produtos teve o IPI diminuído em 25%. Agora, o decreto aumentou o corte para 35%.

Em suma, alguns produtos que devem se beneficiar pelo corte são os seguintes: aparelhos de televisão e de som, armas, artigos de metalurgia, brinquedos, calçados, carros, máquinas, móveis e tecidos. Por outro lado, apenas os cigarros, considerados produto nocivo à saúde, seguem com IPI de 300%.

Através da rede social Twitter, o presidente Jair Bolsonaro falou sobre a medida. Ele disse que a redução de IPI é um instrumento para manter “os esforços de reindustrialização em território nacional, por meio do incentivo à competitividade e geração de emprego e renda em todas as regiões”.

Por fim, em nota, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) disse que considera positivo o aumento do corte de IPI. Para a entidade, a decisão diminui a pressão inflacionária sobre os setores produtivos e eleva a atratividade para investimentos. De acordo com a confederação, a tributação sobre a indústria é o dobro da média da economia do Brasil.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal do YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Twitch e Instagram. Assim, você vai acompanhar tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Pla2na / Shutterstock.com

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.