in

Idade e Carreira Feminina; muito jovens ou maduras demais! –

Mulheres enfrentam preconceito profissional em relação à idade e carreira. Pesquisa mostra como a idade afeta as oportunidades de trabalho para diferentes faixas etárias. Entenda melhor!

Fonte: Google

Um estudo realizado recentemente sobre a Idade e Carreira Feminina, apontou que a maioria das mulheres se sentem inseguras em relação a idade na hora de tentar um novo emprego. Segundo a pesquisa feita pela Pearson Rede de Educação, o problema acontece desde as mais jovens até as mais maduras. Afinal, o que faz as pessoas verem na idade, principalmente das mulheres, um obstáculo profissional?

Vamos falar sobre este tema ao decorrer da leitura. Por isso, se você se identifica com o assunto, ou quer entender melhor quais as motivações para o problema e com o público feminino vem lidando com isso, acompanhe o texto. Desta forma, fique por dentro da realidade social enfrentada pela maioria das mulheres, não só brasileiras, como também de diversos países do mundo.

Como e onde o problema foi identificado?

Basta sentar-se com profissionais do gênero feminino e perguntá-las. Provavelmente, em sua grande maioria, haverá relatos de preconceitos sofridos no âmbito profissional. Aliás, muitos podem ser os motivos. Entretanto, ao realizar uma pesquisa específica se a idade é fator prejudicial feminino, o resultado foi bem claro. Pois, a maioria das mulheres sofrem preconceito por sua idade.

Em parceria com a empresa americana Morning Consult, a Pearson entrevistou 1.000 mulheres dos seguintes países: Estados Unidos, China, Índia, México, Reino Unido e Brasil. De acordo com as respostas das profissionais entrevistadas, ao todo, 65% vêem a idade como um obstáculo em um processo seletivo ou oportunidade de tentar uma vaga de trabalho.

No entanto, o percentual é ainda maior, para profissionais femininas acima de 55 anos. Pois, chega a 87% de resposta positiva em relação ao preconceito profissional pela idade. Contudo, o problema também acontece com profissionais jovens, com idade inferior a 24 anos. Pois, são vistas como imaturas. Tal estudo foi realizado com profissionais mulheres, com idade a partir de 18 anos, de forma online. 

Entenda os impactos causados pelo preconceito de idade na carreira feminina.

Apenas uma pequena parte das profissionais não sentem que a idade seja mais um obstáculo na carreira feminina. Deste modo, em sua grande maioria, a idade é um fator que gera insegurança em relação ao trabalho e também ao crescimento profissional em geral. Ou seja, o pré-julgamento da capacidade relacionado à idade é a realidade na busca pelo espaço no mercado profissional, de muitas mulheres.

Inclusive, como mostra o estudo, o problema é recorrente em diversos países de diferentes costumes e políticas. Afinal, se jovens, as mulheres são vistas como inexperientes. Se maduras, podem ser vistas como ocupadas demais com a vida pessoal. Já na idade um pouco mais avançada, são julgadas como incapazes. De modo que o fator é uma barreira constante para a carreira profissional das mulheres.

Por outro lado, muito se fala em diversidade e inclusão. Com frequência o assunto está em pauta em diferentes canais de comunicação. Mas a realidade vivida é outra. Afinal, estamos longe de ressignificar o assunto, de modo a tornar inclusivas e diversas, as empresas, as oportunidades e as colocações no mercado profissional feminino.

A carreira profissional das mulheres e seus obstáculos

idade-tem-afetado-carreiras-femininas
Fonte: Google

Não podemos negar que ao passar dos anos, as mulheres têm conquistado cada vez mais o seu lugar. Principalmente, no mercado de trabalho. Porém, muitos são os fatores que ainda interferem no avanço desejado pelo público feminino. Tais práticas preconceituosas, como as citadas acima, impedem, muitas vezes, o desenvolvimento da carreira profissional e também econômica da classe feminina.

Além da relação da idade e a carreira feminina, as mulheres também precisam enfrentar preconceitos em relação a diversos fatores, como: maternidade, raça, aparência física, classe social e principalmente, o simples fator de gênero. Afinal, o gênero é inferior, incapaz ou problemático, para os olhos do contratante.

A volta por cima da classe feminina

Se vendo obrigadas a driblar preconceitos por todos os lados, as mulheres têm buscado cada vez mais habilidades inovadoras. Afinal, muito já foi conquistado pela luta e garra feminina. Mas essa corrida não está nem perto do seu fim. Pois, a luta pelos direitos continua enquanto houver distinção de gênero, idade, raça ou qualquer outro fator injusto imposto pela sociedade.

Inclusive, as mulheres estão cada vez mais investindo em empreendedorismo e liderança. Muitas vezes, são destaque em crescimento e inovação, ao desenvolver muito bem habilidades específicas. Sendo assim, 20% das mulheres veem a liderança como habilidade mais importante. Enquanto 18% consideram a gestão de tempo, como habilidade de maior importância. 

Já outros 18% das mulheres, levam a comunicação oral e escrita como a melhor habilidade. Por fim, 18% consideram o trabalho em equipe como a principal habilidade a ser desenvolvida. Por isso, o público feminino se importa em desenvolver habilidades que promovam o futuro da carreira profissional. Principalmente na área de liderança e empreendedorismo, que estão entre as mais desejadas.

Há lugar para todas! Independente da idade, a carreira feminina deve ser valorizada.

Mesmo enfrentando os desafios da desigualdade, as profissionais mulheres seguem ampliando suas oportunidades, seja através do estudo, ou através do empreendedorismo. Afinal, as mulheres já provaram que são perfeitamente capazes de se desenvolverem com excelência na área que desejarem.

Por isso, muitas investem no desejo de terem o próprio negócio, enquanto muitas outras, se especializam em áreas específicas em busca de uma melhor colocação no mercado de trabalho. 

Contudo, é importante que a sociedade como um todo, se desarme do velho preconceito de gênero. Afinal, desta forma, todos saem ganhando. Pois, o público feminino deve sim ser inserido como quem agrega valores com suas habilidades e competências diversas e ao mesmo tempo únicas, seja qual for o setor almejado por elas.

Mais pessoas precisam dessa informação:

Então, aproveita para compartilhar o artigo em suas redes sociais, com os seus amigos e ainda com todos os seus familiares. Mas não esqueça de retornar ao blog e aproveitar outros conteúdos. Nosso Blog existe para te informar e ajudar você a mudar sua vida financeira.

Written by Carlino Souza

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

o 1º browser de Cashback do mundo –