INSS: a maioria dos brasileiros não sabe com qual valor irá se aposentar; confira como simular

 INSS: a maioria dos brasileiros não sabe com qual valor irá se aposentar; confira como simular

A Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (Fenaprevi) juntamente com o Datafolha, divulgou na última quinta-feira (5), uma pesquisa que afirma que a maioria dos trabalhadores brasileiros não sabe quanto irá ganhar a partir do momento que se aposentar.

De acordo com o levantamento, de 2.023 entrevistados, 64% desconhecem o valor que irão receber do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). E, três em cada dez deles, afirmam pretender viver da quantia que receberá da Previdência Social. 

É provável que você também goste:

Como receber o teto da aposentadoria do INSS?

Como fazer uma consulta online do extrato do seu benefício do INSS?

INSS: aposentados e pensionistas têm direito a dupla isenção do Imposto de Renda

A Fenaprevi, em um questionário, indagou qual seria a renda dos aposentados caso vivessem até 150 anos. Aproximadamente 8% dos entrevistados afirmaram que acreditam que teriam dinheiro guardado o suficiente para se manter até lá. Já os demais apontaram dificuldade para guardar dinheiro e investir.

Quase metade dos brasileiros almeja parar de trabalhar aos 60 anos de idade, contudo 28% disseram que não conseguirão alcançar o objetivo, segundo a pesquisa.

Como simular a aposentadoria pelo Meu INSS?

Quem quiser saber quanto irá receber quando se aposentar, pode simular por meio do site ou aplicativo (disponível para Android e iOS) Meu INSS, basta seguir a instrução abaixo:

  • Caso ainda não tenha, criar um cadastro no Meu INSS;
  • Acessar o extrato CNIS para verificar se o tempo que está no sistema está correto;
  • Solicitar a simulação no site ou aplicativo, na aba “Simular Aposentadoria”.

Contribuição ao INSS

A Reforma da Previdência de 2019, ocasionou várias mudanças, entre elas as alíquotas de contribuição cobrada do trabalhador, que passaram a ser progressivas, dessa forma, é cobrada somente sobre parte do salário que se enquadrar em cada faixa.

Logo, se o trabalhador recebe mais do que um salário mínimo, ele pagará 7,5% de contribuição sobre R$ 1.212,00 e outros percentuais no valor excedente. Vejamos a tabela:

Alíquota de Contribuição – 2022

Até 1 salário mínimo (R$ 1.212,00) – 7,5%

De R$ 1.212,01 a R$ 2.427,35 – 9%

De R$ 2.427,36 a R$ 3.641,03 – 12%

De R$ 3.641,04 a R$ 7.087,22 – 14%

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, InstagramTwitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: fizkes / Shutterstock.com

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.