McDonald’s admite erro do McPicanha e anuncia volta com novo nome

 McDonald’s admite erro do McPicanha e anuncia volta com novo nome

Faz algumas semanas que o McDonald’s anunciou uma novidade no seu cardápio, o McPicanha. Contudo, diferente do que o nome indica, o hambúrguer do sanduíche não é feito com picanha, na verdade, é o molho utilizado no alimento que tem esse sabor.

O caso foi enquadrado pelo Procon-SP como propaganda enganosa, o que obrigou a rede de fast-food a retirar o produto do cardápio. Na sexta-feira (29), o McDonald’s admitiu publicamente o erro, e anunciou que a propaganda do produto será modificada.

É provável que você também goste:

McDonald’s vende novo McPicanha sem picanha e pode ser processado

Dados dos clientes do McDonald’s vazam; saiba mais

McDonald’s voltará com o McPicanha, mas com algumas mudanças

Como alternativa para o problema gerado pela propaganda enganosa, o McDonald’s trará novamente o mesmo hambúrguer com os mesmo ingredientes, só que agora, sendo mais sinceros com os consumidores. Em nota, a rede declarou:

“A partir desta sexta-feira (29), estamos retirando do cardápio os dois sanduíches da linha “Novos McPicanha”, em todos os restaurantes no país. 

A o McDonald’s também tentou explicar o erro, culpando a comunicação pelas desinformação que o produto causou: 

“Esclarecemos que a plataforma recém-lançada denominada “Novos McPicanha” teve esse nome justamente para proporcionar uma nova experiência ao consumidor com o exclusivo molho sabor picanha, uma nova apresentação e um hambúrguer diferente em composição e em tamanho (100% carne bovina, produzida com um blend de cortes selecionados e no maior tamanho oferecido pela rede atualmente). Pedimos desculpas se o nome escolhido gerou dúvidas e informamos que estamos avaliando os próximos passos.”

No Instagram, o McDonalds se desculpou novamente, e anunciou que fará uma mudança no nome do produto:

Imagem: Reprodução / Instagram

A multa que poderia ser aplicada caso a rede de fast-food não cumprisse a ordem do Procon-SP poderia ser de até 11,6 milhões de reais, isso porque a campanha se enquadrada no crime de propaganda enganosa.

Propaganda enganosa é o crime ou má conduta de publicar ou transmitir um anúncio contendo uma declaração falsa, errônea ou enganosa, feita de forma intencional ou imprudente para promover a venda de um produto ou serviço.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Patcharaporn Puttipon 636 / Shutterstock.com

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.