Ministério do Trabalho reconhece mais 22 profissões, entre elas skatista; confira

 Ministério do Trabalho reconhece mais 22 profissões, entre elas skatista; confira

Por meio de sua página oficial no site do governo federal, o Ministério do Trabalho e da Previdência anunciou a inclusão de mais 22 ocupações na Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), entre elas, estão: sommelier, obstetriz e skatista profissional. Dessa forma, agora o Brasil possui 2.269 ocupações reconhecidas.

De acordo com a explicação do Ministério, essa tomada de decisão acontece “após estudo das atividades e do perfil da categoria”.

“A atualização é feita levando em conta mudanças nos cenários tecnológico, cultural, econômico e social do país, que provocam alterações na dinâmica do mercado de trabalho brasileiro”, disse a pasta.

Ainda segundo o órgão, as informações da CBO são usadas para estatísticas de trabalho e “servem de subsídio para a formulação de políticas públicas de emprego”.

A lista das novas profissões reflete as mudanças tecnológicas do país. Um exemplo de ocupação que surgiu com essas mudanças é o Oficial de Proteção de Dados Pessoais (DPO). Profissionais desse setor se tornaram importantes após entrar em vigor no Brasil, o Marco Civil da Internet e da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Novas ocupações reconhecidas pelo Ministério do Trabalho e da Previdência:

  1. Analista de e-commerce;
  2. Condutor de turismo náutico;
  3. Controlador de acesso;
  4. Tecnólogo em agronegócio;
  5. Engenheiro de energia;
  6. Engenheiro biomédico;
  7. Engenheiro têxtil;
  8. Estampador de placa de identificação de veículos (PIV);
  9. Greidista;
  10. Guarda portuário;
  11. Inspetor de qualidade dimensional;
  12. Obstetriz;
  13. Oficial de proteção de dados pessoas (DPO);
  14. Operador de manutenção e recarga de extintores de incêndio;
  15. Operador de usina de asfalto;
  16. Perito judicial;
  17. Policial penal;
  18. Profissional de organização (personal organizer);
  19. Skatista profissional;
  20. Somelier;
  21. Técnico em dependência química;
  22. Técnico em agente comunitário de saúde.

Regulamentação das profissões

Entretanto, por mais que essas novas profissões tenham sido reconhecidas, o Ministério do Trabalho e Previdência deixa claro que o reconhecimento não garante a regulamentação da profissão.

“Para que uma ocupação seja regulamentada, ela precisa de uma Lei feita pelo Congresso e sancionada pela Presidência”, afirmou o órgão.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o  Facebook, Twitter, InstagramTwitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Brenda Rocha – Blossom / Shutterstock.com

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.