Musk têm motivos para sorrir: Twitter cresce e lucro é sete vezes maior no trimestre

 Musk têm motivos para sorrir: Twitter cresce e lucro é sete vezes maior no trimestre

A história de Elon Musk com o Twitter, apesar de ser recente, já possui vários capítulos. Após comprar 9,2% da rede social, as ações da empresa subiram, mas depois caíram. 

Depois que o empresário adquiriu a posse completa do site, os papéis da companhia subiram novamente, porém as ações da Tesla caíram. Mas, no final parece que deu tudo certo, pois no dia 28 de abril o Twitter divulgou os resultados do semestre, mostrando que a rede social cresceu este ano.

É provável que você também goste:

Após Elon Musk comprar Twitter por US$ 44 bi, ações da empresa disparam 6%

Twitter apresenta lucro no 1º trimestre de 2022

Em relatório, o Twitter informou que teve um lucro líquido de US$ 513,2 milhões no primeiro trimestre, sete vezes mais do que no mesmo período de 2021. A rede social apontou também que arrecadou US$ 1,2 bilhão em receitas, valor equivalente a 15,9% de crescimento em relação com o primeiro trimestre do ano passado.

Mas, tem um detalhe importante no informe de rendimentos: o lucro surpreendente foi causado pela venda da desenvolvedora de softwares MoPub para a companhia AppLovin. A transação, avaliada em US$ 1,05 bilhão, foi realizada em fevereiro. Se não fosse por isso, o Twitter teria um prejuízo operacional de US$ 128 milhões.

A rede social também divulgou o número de usuários na plataforma. O Twitter informou ter alcançado 217 milhões de “usuários ativos diários monetizáveis” (mDAU, na sigla em inglês) no quarto trimestre de 2021, um avanço de 13,02% sobre os 192 milhões registrados um ano antes.

Por fim, a empresa retirou todas as suas metas futuras em decorrência do processo de venda da companhia ao empresário Elon Musk. A mudança de dono pode indicar diversas transformações não só na rede social como também na base de usuários.

O Twitter tem a quarta maior base de usuários no Brasil, segundo informações coletadas pela empresa de análise de dados Statista. Em janeiro, 19,05 milhões de brasileiros acessaram a rede social.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Joshua Hoehne / Unsplash.com

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.