RecargaPay reduz limite de pagamento de boleto sem tarifa para R$ 1.000

 RecargaPay reduz limite de pagamento de boleto sem tarifa para R$ 1.000

Recentemente o RecargaPay começou a anunciar para os seus clientes uma mudança que pode não agrada-lôs: a partir de 04 de junho, haverá uma redução no limite de pagamentos sem taxas para os assinantes do Prime+.

Antes, o limite de pagamentos de boletos sem taxas era de R$ 1.500 por mês, e, com a mudança, passará a ser de R$ 1000. O valor representa uma redução de 33% do limite anual.

É provável que você também goste:

Banco Central autoriza RecargaPay como instituição de pagamento

A taxa, se o valor do limite for ultrapassado, também irá aumentar de 3,49% para 3,99%. A mesma alteração vale para os usuários que quiserem adicionar dinheiro na Carteira RecargaPay com cartão.

A empresa informou que a mudança é reflexo das alterações do cenário econômico, com a elevação da taxa Selic ao longo dos anos de 2% para 12,75%. A fintech também reforçou que não será alterado os pagamento com saldo da carteira:

“Todos os pagamento e boletos realizados com saldo da carteira, independente do valor, continuarão com taxa zero.”

Mudanças no RecargaPay

O RecargaPay reduziu seu limite ao longo do tempo, no início de suas operações o limite chegou a ser de R$ 5 mil por mês para clientes Prime+. O anúncio, apesar de negativo, já era esperado por alguns usuários.

Além disso, no último ano, diversos aplicativos acabaram com os limites gratuitos de pagamento. O Mercado Pago, Iti e PicPay não permitem mais pagamento de contas ou transferências via cartão de crédito sem a cobrança de taxas. Nesses casos, o benefício foi uma novidade temporária, usada para atrair novos clientes.

O que é RecargaPay?

Para quem não conhece, O RecargaPay é uma fintech brasileira que permite pagamentos de boletos, recarga de celular, transferência entre usuários e outros benefícios por meio do celular ou desktop, sem cobrança de taxas ou mensalidades. 

O usuário não precisa ter conta bancária, podendo inserir dinheiro na carteira virtual via transferência, boleto ou cartão de crédito. O cliente tem a opção de usar o plano gratuito ou o Prime+, que custa R$19,99 por mês e oferece mais vantagens, incluindo o pagamento de cashback.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, Instagram e Twitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: Alison Nunes Calazans / Shutterstock.com

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.