Tive o benefício do INSS suspenso; o que fazer? Confira

 Tive o benefício do INSS suspenso; o que fazer? Confira

Em 2021, segundo o Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), pelo menos 5,24 milhões de pessoas tiveram o seu benefício suspenso por razões diversas. E, em 2022, somente no primeiro trimestre, o número chegou a 1,23 milhão.

Antes do beneficiário ter o pagamento suspenso, em todos os casos, ele recebe algum tipo de comunicado. Por isso, se o segurado receber alguma carta com a comunicação, deve entrar em contato o quanto antes com o INSS por meio do telefone 135, ou pelo aplicativo do Meu INSS (disponível para Android e iOS), onde ele deve procurar a opção “Meus benefícios” e clicar “Reativar benefícios”.

É importante ressaltar, que ter o benefício suspenso não quer dizer que ele foi cancelado. As razões e o modo de resolução da suspensão é diverso. Confira o que fazer em cada um deles.

É provável que você também goste:

INSS: a maioria dos brasileiros não sabe com qual valor irá se aposentar; confira como simular

Banco Central retoma greve e se junta a servidores do INSS e do MIP em busca de reajuste salarial

Ausência em perícias médicas

Aqueles que são beneficiários por incapacidade de trabalho, como auxílio-doença e aposentadoria por invalidez, devem comparecer ao INSS sempre que forem convocados para atendimento médico pericial para a prorrogação do benefício. Em caso de falta, o pagamento da quantia pode ser suspenso.

Benefício de Prestação Continuada

Aqueles que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) é que sofrem mais suspensões em seus pagamentos, pois existem diversos motivos para isso.

Um dos critérios mais importantes para manter o pagamento regular do BPC é manter os dados atualizados a cada dois anos no Cadastro Único, sendo possível realizar a atualização em um Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) da cidade do beneficiário. Caso isso não ocorra, o benefício é suspenso, e depois de 60 dias, é cancelado.

Outro motivo que pode levar a suspensão é ter renda familiar maior que ¼ do salário mínimo (R$ 303,00).

Operação Pente-fino do INSS 

Regularmente, o INSS realiza a operação pente-fino em todos os benefícios pagos pelo órgão. Se o usuário recebeu algum comunicado em relação a isso, é preciso contatar o instituto e apresentar sua defesa, podendo ser um documento, ou mesmo um resultado de perícia.

Lembrando que antes da suspensão ser concretizada, é enviado o comunicado, por isso é prudente acertar a situação rapidamente.

Prova de vida

Para comprovar que o beneficiário continua vivo, é necessário a realização obrigatória do procedimento de prova de vida anualmente.

Enfim, quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mundo das finanças?

Então nos siga no canal no YouTube e em nossas redes sociais, como o Facebook, Twitter, InstagramTwitch. Assim, você acompanhará tudo sobre bancos digitais, cartões de crédito, empréstimos, fintechs e matérias relacionadas ao mundo das finanças.

Imagem: fizkes / Shutterstock.com

Carlino Souza

Post relacionados

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.