in

Universo do varejo; streamings integram leque de produtos dos varejistas –

Com o aumento da competição no mercado, os serviços de streaming – também conhecidos como plataformas de vídeo – têm ganhado mais espaço no portfólio de produtos que as gigantes do varejo vendem. Continue lendo e fique por dentro do universo do varejo!

Fonte: Google

Na competição por consumidores, as grandes empresas do universo do varejo têm buscado diversas alternativas para conquistar clientes. Isenção da taxa de frete, desconto progressivo, grandes ofertas e, agora, a alternativa do momento são os serviços de streaming. Se há algum tempo atrás o principal foco das companhias era um conjunto de produtos de alguma marca, hoje as empresas apostam em novas técnicas para ganhar o consumidor.

No Brasil, mais de 200% das empresas, em comparação com 2019, migraram para o ambiente online. Além disso, as empresas do setor de varejo tomaram a decisão de seguir um caminho que ofecere de tudo para seus clientes; ou seja, como um marketplace. A vantagem disso é a recorrência. Além da chance de ampliação das categorias no portfólio das empresas, que também é ouro no mercado. Acompanhe nosso artigo até o final e saiba mais!

Universo do varejo utiliza os serviços de streaming como estratégia

Além do aumento da concorrência e da disputa das varejistas por clientes, existem também os novos players – nacionais e internacionais – competindo pela atenção e preferência por um espacinho na sacola de compras dos consumidores; diante disso, as plataformas de streaming estão sendo o diferencial do mercado, como uma nova aposta e servindo como critério de desempate entre as empresas.

Um exemplo é a grande varejista americana Amazon.com, que preferiu manter o foco em produtos dentro da própria companhia, desenvolvendo o setor Prime que oferece filmes, séries e documentários aos clientes. Por outro lado, outras empresas optaram por realizar parcerias com plataformas que já existem e, assim, aumentar o leque de produtos disponibilizados.

O Mercado Livre é um desses casos; recentemente a empresa lançou uma parceria com plataformas de vídeo como Paramount+, Disney+, Deezer Music e HBO Max, onde são oferecidos até 100% de desconto na assinatura por seis meses. Sem contar na estratégia de gameficação do ML, onde o programa de fidelidade é como um jogo, com metas e recompensas; então, quanto mais compras são feitas, mais o usuário sobe de nível e garante melhores benefícios.

Outras varejistas também fazem parte disso

Além do Mercado Livre, outras gigantes do universo do varejo com Lojas Americanas e Via – AMER3 e VIIA3, respectivamente – também escolheram apostar em iniciativas voltadas para o entretenimento, com o intuito de aumentar o engajamento com seus usuários. Na Via, proprietária do Ponto Frio e Casas Bahia, a tática foi se juntar a Paramount+, fornecendo o streaming por meio dos apps da marca, Ponto+ e Casas Bahia Play.

A primeira parceira do programa foi a Paramount+, então, a Via possui uma modalidade sem assinatura. É simples, veja só: o cliente precisa realizar uma compra por meio do app das Casas Bahia, e, no Ponto Frio, em categorias estabelecidas, para conseguir acesso gratuito à plataforma e consumir os filmes e séries em até três telas simultaneamente até o fim deste ano. Ah, lembrando que a compra pode ser de qualquer valor. Demais, não é?

O objetivo das empresas é que as marcas estejam presentes em vários momentos da vida dos consumidores e, para isso, a estratégia está sendo agregar mais valor aos canais de venda. Afinal, ficou bem claro, nos últimos tempos, que existe um interesse muito grande dos clientes acerca de conteúdo e de streaming. Sendo assim, nada melhor do que juntar os dois mundos e permitir esse acesso aos clientes e consumidores. A proposta das companhias é sempre ir em busca de novas parcerias estratégicas, conteúdos interessantes e os melhores benefícios.

Live Commerce faz parte do universo do varejo

UNIVERSO DO VAREJO
Fonte: Google

Também no ramo do entretenimento, mas com foco voltado para às vendas, a Americanas anunciou, em 2020, o projeto de live commerce, conhecido como “Americanas ao Vivo”. Esse projeto consiste na apresentação de diversos produtos durante uma exibição ao vivo e permite que os clientes comprem tal produto imediatamente através do aplicativo da marca. Em junho deste ano o serviço completou um ano de atuação e já foram realizadas quase 200 lives; as transmissões ocorrem de segunda a sexta no app, às 15h e às 19h.

Segundo o head de marketing da vermelhinha, Vitor Monte, a tática utilizada pela varejista resultou em um aumento considerável para a empresa; por exemplo, a busca dos produtos divulgados durante as transmissões ao vivo aumentou mais de dez vezes, e as vendas aumentaram sete vezes. A iniciativa da Americanas foi sensacional e, acerca dessa modalidade, existe um enorme potencial. Esse projeto está ganhando cada vez mais espaço no universo do varejo.

Disputa pelo consumidor é uma obsessão

Alguns líderes de grandes empresas do universo do varejo afirmam que por trás da técnica em ampliar o leque de produtos, existe um outro fator: a obsessão das companhias pelo consumidor. Ou seja, a obsessão em atender, fidelizar, e fazer com que o usuário seja o mais fiel possível, além de ser um comprador recorrente da marca. O investimento no cliente não acaba nunca; afinal, existem diversas opções de todo e qualquer produto no mercado, então é preciso bombardeá-lo sempre com ofertas que possam guiar suas decisões.

Inclusive, com um cenário de ampla concorrência – como encontramos no mercado – a empresa que se fizer mais presente no dia a dia dos clientes é a que tende a ser mais relevante no momento final de compra. Então, essa situação é muito boa para o consumidor; com as marcas ‘brigando’ por atenção, muitos benefícios podem surgir e o cliente deve saber aproveitar isso. Por exemplo, cashback, ofertas e descontos exclusivos, frete grátis e até a parceria com serviços de streaming fazem parte dessas vantagens.

Ainda, especialistas analisam e afirmam que as parcerias são uma maneira de aumentar o ecossistema empresarial. Podemos citar como exemplo o Magazine Luiza; a gigante fez diversas aquisições durante este ano, o que fez com que sua relevância no mercado aumentasse e a experiência do cliente melhorasse; desde o produto em si, a logística, os dados, forma de pagamento e etc. Assim, é possível concluir que o principal foco é a obsessão pelo cliente, para que em momento algum ele pense em trocar a marca por qualquer outra.

Qual a tática por trás de tudo isso?

Por fim, podemos afirmar que a tática utilizada pelas gigantes do universo do varejo é a retenção e fidelidade dos consumidores. Por exemplo, foi nisso que a Amazon apostou, no exterior, quando desenvolveu sua própria plataforma de streaming.

Afinal, além da expansão dos momentos em que a plataforma está presente na vida dos clientes, aqueles que assinam o Prime contam com prioridades e benefícios exclusivos; por exemplo, como frete grátis em milhares de produtos. Assim, os serviços de streaming se tornaram a nova aposta do mercado, como um diferencial entre as empresas.

Gostou do nosso artigo? Aproveita e compartilha o artigo em suas redes sociais, com os seus amigos e ainda com todos os seus familiares. Mas não esqueça de retornar ao blog e aproveitar outros conteúdos. Nosso Blog existe para te informar e ajudar você a mudar sua vida financeira.

Written by Carlino Souza

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Aprenda a postar no Instagram pelo PC

Liderança no trabalho híbrido, qual o novo papel do líder? –